Domingo, 1 de Outubro de 2006
Socorro... Sou Funcionário Público

Pois é!

Sou um Funcionário Público

Segundo as perspectivas do governo da nossa República, pertenço àquela espécie de malandros que desde o 5 de Outubro de 1910 se tem dedicado sistemáticamente a vandalizar, a estropiar, a torpemente assassinar o que é pertença de todos os Portugueses, ou seja, a nossa Nação!

Uns malandros é o que são, os funcionários públicos!

Basta atentar no que dizem os nossos governantes, seja ele um Sr. Dr. Jorge Coelho ou um Sr. Dr. Teixeira dos Santos:

Onde estão os culpados do défice orçamental excessivo? Onde estão os criminosos que teimam em afundar as contas da ADSE? Quem são os mentirosos que teimam em ludibriar tudo e todos faltando sistemáticamente ao trabalho e usando para tal atestados médicos falsos?

Acertaram, pois. São os tais de Funcionários Públicos, espécie que com a ajuda do nosso Glorioso Governo do Sr. Eng. José Sócrates será rapidamente uma espécie em vias de extinção.

Nem o facto de não saberem ao certo quantos são demove os políticos das suas intenções. No início deste governo, dizia o Sr. Dr. Jorge Coelho que seriam mais de 700.000!! Afinal este ano descobriu-se que não chegam aos 580.000! Lá se perderam 18% dos funcionários públicos.... Mas esperem... estou a raciocinar mal... se são menos, quer dizer que os que efectivamente são, enganam mais! Lá está!

E se antes bastavam 2 anos para equilibrar as contas públicas através da não progressão das carreiras, agora acrescenta-se-lhe mais um ano sem progressões para compensar a falta dos 120.000 malandros que não existem! É de génio, convenhamos!

Mas as coisas não ficam por aqui: Como diz o Sr. Eng., o problema reside também no facto de que a esperança de vida aumentou e assim os funcionários públicos têm mais tempo para exaurirem os recursos do país com as suas abonadíssimas reformas. O putativo tempo de vida após a reforma chega a ser de 30 anos, pasme-se! Existe um remédio, bem simples por sinal. Até é estranho como ninguém pensou nisto antes.

Pois não tem nada que saber: se o problema é as pessoas morrerem mais tarde então... Não, isso não pode ser ainda, ainda não se podem matar os funcionários públicos após 10 anos de reforma. Parece que a lei não o permite... Mas pode-se diminuir o tempo de vida após a reforma simplesmente aumentado o tempo de trabalho! É um verdadeiro Ovo de Colombo! Se não morrem mais cedo, que trabalhem até mais tarde, caramba!

E ai deles se pretendem reformar-se mais cedo.... 2% de penalização por cada ano de antecipação! Ora toma! Ou pensavam que nos papavam as papas na cabeça???

Mas nem tudo é mau! Afinal, sempre possuímos a chamada Assistência na Doença. Vou contar 2 casos curiosos. Há cerca de 10 anos atrás eu trabalhava para um laboratório de análises clínicas. Esse laboratório tinha acordos com a ADSE, com o SNS, etc. Nessa altura já existiam as taxas moderadoras. Um utente do SNS pagava, por cada análise prescrita, 75$00. Já um utente da ADSE pagava 150$00. Ou seja, um funcionário público já pagava o dobro. Em Agosto último, o ministro das Finanças aumentou mais uma vez a taxa moderadora da ADSE.

O outro caso curioso: infelizmente padeço de doença crónica, o que me isenta do pagamento de taxas moderadoras. Isenta? Não! É que eu sou funcionário público! Se não o fosse, sim, estaria isento! Mas como sou funcionário público já não estou isento!

Portanto, e como diz o Senhor Doutor Ministro das Finanças Teixeira dos Santos: é uma injustiça que uns paguem para os outros! Eu acrescento que é uma injustiça que existam portugueses de primeira e de segunda.

Mas, na óptica deste governos, os portugueses de segunda existem, sim. São os funcionários públicos. Têm que ser castigados até que desapareçam!

Só não se previu uma coisa: Se todos os funcionários públicos desaparecerem, quem vai ficar?

Quem vai ficar para cobrar impostos? Quem vai ficar para distribuir justiça? Quem vai ficar para fazer as continhas da Segurança Social? Quem vai trabalhar na Saúde?

Os Políticos?

Não me façam rir! Essa é a única profissão neste país para a qual não é necessário diploma, certificado, ou qualquer outro documento que comprove a idoneidade!! 

 



publicado por amexilhoeira às 18:19
link do post | favorito

De Vieira a 12 de Setembro de 2007 às 00:54
Parabéns amigo Fernando, não sou funcionário público, mas faço minhas as suas palavras.
Impõe-se que, realmente nos indignemos e ponha-mos os pontos nos iii através dos nossos blogs, enquanto esses senhores, que não precisão de qualquer documento que abone a sua "boa conduta", não se lembrem de também mandar calar "esses malandros dos blogs" e já existem alguns indícios de que tal perseguição já começou. Força.

Félix Vieira
xilefe@gmail.com
http://br.youtube.com/taveiras
http://aboimdanobrega.blogspot.com/
http://formiguinhademarco.blogspot.com/


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Circo Portugalis

NÃO É JUSTO ! ! !

O Portugal dos Mesquinhos

Já cá faltava esta

Finalmente foi descoberto...

Acautele-se, Senhor Basto...

Sr. Ministro Vieira da Si...

O VOTO É A ARMA DO POVO

Feliz Natal e Próspero An...

Acordo Ortográfico

arquivos

Maio 2010

Fevereiro 2010

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Março 2009

Dezembro 2008

Abril 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Julho 2007

Outubro 2006

Setembro 2006

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds